Pesquisar este blog

Carregando...

Tipos de reações químicas


Reação de síntese ou adição:

É a reação na qual duas ou mais substâncias originam somente uma como produto:

A + B C
Exemplos:

H² + S  H²S
C + O²  CO²

Voltando para aquela balada de que falávamos no tópico anterior, esta reação representa o tipo de encontro mais convencional, e sem grandes confusões, entre homens e mulheres. Digamos que você, Carbono, conheceu uma linda garota chamada Oxigênio e descobriu que sem ela não é possível viver, que ela é o ar que você respira!, uf, paixão à primeira vista. Vocês se casam formando um tipo de comunhão perfeita e abundante, você deixa de ser apenas o Carbono e ela deixa de ser a Oxigênio para formarem juntos um novo ser, sintetizado em uma só carne, chamado Dióxido de Carbono.

É assim que acontece em uma reação de síntese. Duas substâncias diferentes reagem e formam uma terceira substância que é a síntese, a soma, a adição dos dois elementos iniciais.

Reações de análise ou decomposição:

Neste tipo de reação acontece o contrário do que ocorre na reação de síntese, pois nela, duas ou mais substâncias são formadas a partir de uma outra única.

AB  A + B
Exemplos:

NaCl Na + ½ Cl2
CaCO3  CaO + Co2


É o clássico caso no qual, por ações adversas, intervenções externas, o casal se separa, e o que era UM decompõe-se em DOIS. No caso das reações químicas, as intervenções externas que podem levar uma substância a se decompor são a eletrólise (a decomposição ocorre por meio da passagem de uma corrente elétrica), a fotólise (decomposição pela luz) e a pirólise (decomposição pela ação do calor e do fogo). O funcionamento dos airbags está diretamente ligado com as reações de decomposição. Quando o dispositivo do airbag é acionado, há uma rápida decomposição do composto de sódio NaN3 que origina o gás N2 (nitrogênio) e faz o airbag inflar:
reação = 2NaN3  3N2 + 2Na
Viu como a química está em toda parte?


Reações de deslocamento ou simples troca:

Ocorrem quando uma substância simples reage com uma composta originando novas substâncias, uma simples e outra composta.

AB + C CB + A

Exemplo:

Zn + 2HCl  ZnCl2 + H2

Esta é a típica troca na qual alguém necessariamente tem que ficar sobrando. Você já deve ter percebido que a terceira pessoa que apareceu desestabilizou o casal provocando algumas alterações no fim da interação. Repare que quem deslocou o Hidrogênio foi o Zinco, porque ele é mais reativo que o H2. Donzelas “casadouras” de plantão, muito cuidado quando a zica estiver solta, nunca se sabe quando pode aparecer alguém mais eletropositiva que você e fisgar o rapaz!

Pra você não ser vítima da ingenuidade e saber bem com quem é que tá reagindo, aí vai a fila da reatividade ou eletropositividade dos METAIS. Quem avisa, amigo é!


Li, K, Rb, Cs, Ba, Sr, Ca, Na, Mg, Al, Mn, Zn, Fe, Co, Ni, Pb, H, Cu, Ag, Pd, Pt, Au
 reatividade aumenta  ← ← ← ← ←

Metais mais reativos são metais que têm maior tendência em ceder elétrons. Os metais menos reativos doam elétrons aos menos reativos espontaneamente. Já o inverso só ocorre por meio de reações não espontâneas. Você entenderá melhor isso ao longo dos outros tópicos.

Exemplo:
2 Na + FeCl2  2 NaCl + Fe
(“Na”, mais reativo, desloca “Fe”)

Para os não-metais, o procedimento é o mesmo. Abaixo, a fila de reatividade dos NÃO-METAIS:


F, O, N, Cl, Br, I, S, C, P
reatividade aumenta  ← ← ← ←

Exemplo:
 H2S + Cl2 2 HCl + S
(“Cl”, mais reativo, desloca “S”)


Reações de substituição ou dupla troca:

Neste tipo de reação, duas substâncias compostas reagem formando outras duas substâncias compostas. As reações de neutralização são exemplos característicos das reações de dupla troca.

AB + CD  AD + CB
Exemplo:

H2SO4 + Ba(OH)2  2 H2O + BaSO4
(reação entre ácido sulfúrico e hidróxido de bário, que produz água e sulfato de bário, um sal branco insolúvel)


Voltando àquela balada, esse é o tipo de transformação na qual ninguém sai perdendo, já que no fim, alguém vai sempre combinar com outro alguém...

*NOTA: Para a ocorrência da reação de dupla troca, pelo menos uma das três condições abaixo deve ocorrer:
  1. Formar-se pelo menos um produto insolúvel;
  2. Formar-se pelo menos um produto menos ionizado (mais fraco);
  3. Formar-se pelo menos um produto menos volátil.


Pronto, você já conhece todos os tipos de reações químicas que podem ocorrer. Agora, dá uma pausinha nos estudos e vá curtir uma balada, que você já está pronto pra ela!

6 comentários:

Anônimo disse...

muito bom esse site aprandi mas que na escola...

Anônimo disse...

EStou adorando estudar por aqui, não é tediante ficar lendo pois quem fez soube fazer a pessoa se concentrar e aprender pra valer.

Anônimo disse...

Noossa achoo melhoor voocê se Aposentar, fala nada com naadaa Aff' ¬¬

Anônimo disse...

tenho simulado amanhã e preciso aprender essa materia....

Filipe Meia disse...

Obrigado vocês são os máximos.

Anônimo disse...

Nossa adorei!
É uma forma super descontraída de aprender.
Torna o conteúdo mais leve!

Postar um comentário