Pesquisar este blog

Carregando...

Orações Subordinadas Adjetivas

As orações subordinadas adjetivas são aquelas que exercem a função de adjunto adnominal de um substantivo ou pronome antecedente, ou melhor, ela pode depender de qualquer termo (sujeito, predicativo, complementos verbais, complemento nominal, agente da passiva, etc.) que tenha como núcleo um adjetivo ou substantivo. Tais orações vêm introduzidas por pronome relativo (que, quem, qual(is), cujo(a), cujos(as), quanto(a), quantos(as) e onde). Exemplos:

a) A Marina que é filha do Sr. Albuquerque casa-se amanhã.
b) Dilma Rousseff, que é presidente do Brasil, declarou que os gastos do governo com os projetos sociais e com o PAC não terão cortes.

As orações subordinadas adjetivas podem ser classificadas em explicativas e restritivas.

Orações subordinadas adjetivas explicativas:

São aquelas que acrescentam ao antecedente a que se refere uma informação acessória, dispensável ao sentido essencial da frase. As adjetivas explicativas têm como função, à semelhança de um aposto, esclarecer, explicar melhor o termo a que faz referência. Tais orações são separadas na fala por uma pausa, que na escrita é indicada por vírgula. Exemplos:

a) A capital da Bahia, que já foi capital do Brasil, é Salvador.
b) Aquela moça, que esteve aqui ontem, mora em Paris.
c) O policial, que passava naquele momento, prendeu o bandido em flagrante.
d) Meu tio, que é advogado, pode te orientar.
e) O Brasil, que é o maior país da América Latina, é grande também na desigualdade social.
f) Eu, que não estudei nada, fui bem na prova.

Orações subordinadas adjetivas restritivas:

São aquelas que restringem, limitam, precisam a significação do termo a que se refere, sendo, portando, indispensáveis ao sentido essencial da frase. Em outras palavras, as adjetivas restritivas, restringem a função adjetiva a um grupo, eliminando demais possíveis interpretações. Exemplos:

a) Os jogadores que são mais inexperientes não recebem salário.
b) Os artistas que não participaram da campanha beneficente foram criticados.
c) Os policiais que tinham acordo com traficantes foram desligados da corporação.
d) Ele é um dos rapazes que conhecemos ontem.
e) Há alunos que praticam esporte.
f) Não sei o que vou fazer.

Adjetivas Explicativas X Adjetivas Restritivas

As orações adjetivas explicativas e restritivas diferem-se, como você já deve ter notado nos exemplos, quanto ao significado. A presença ou não da vírgula altera o sentido da frase. Veja, nos exemplos abaixo, a diferença entre essas orações:

Os trabalhadores que são eficientes receberão gratificação. (somente os que são eficientes receberão gratificação)
Os trabalhadores, que são eficientes, receberão gratificação. (todos os trabalhadores são eficientes e todos ganharão gratificação)

Os homens que são bons mercem serem recompensados. (só os que são bons merecem serem recompensados)
Os homens, que são bons, merecem serem recompensados. (todos os homens são bons e todos merecem serem recompensados)

Os idosos que gostam de dançar divertiram-se muito. (só se divertiram os idosos que gostam de dançar)
Os idosos, que gostam de dançar, divertiram-se muito. (todos os idosos gostam de dançar e todos se divertiram)

2 comentários:

fgh disse...

eu gosto muito de gramatica ajudou muinto

Roseli disse...

Gostei muito
Obrigada!

Postar um comentário