Pesquisar este blog

Ligação covalente

Vimos no tópico anterior, sobre ligação iônica, que o composto cloreto de potássio se forma porque o átomo do potássio cede um elétron para o átomo do cloro, ficando ambos com oito elétrons na camada de valência. Mas você deve saber que o gás oxigênio é formado por dois átomos do elemento oxigênio (O2). Deve lembrar também que este elemento tem número atômico 16 e que, portanto, possui 6 elétrons na sua última camada. Ora, podemos concluir então que o átomo de oxigênio, para adquirir estabilidade, precisa ganhar mais 2 elétrons. É isso mesmo! Mas, se é assim, então como que dois átomos de oxigênio podem se ligar para formar o nosso famoso e abundante gás oxigênio?!

Assim como o gás oxigênio muitos outros compostos estão na mesma situação, o que nos leva à conclusão de que os elementos desses compostos estão ligados por outro tipo de ligação na qual não pode haver transferência de elétrons. A este outro tipo de ligação damos o nome de ligação covalente. A ligação covalente consiste no compartilhamento de um ou mais elétrons entre átomos. Preste bem atenção nisso! Enquanto na ligação iônica há transferência de elétrons, na ligação covalente há compartilhamento de elétrons. Como isso ocorre? Simples! Se você tem irmãos e na sua casa só tem um computador, você sabe bem o que é compartilhar!

Ligação Iônica

Ligação Covalente

Voltando ao gás oxigênio, é assim que ele se forma, a partir do compartilhamento de dois dos seus elétrons. É compartilhando um par de elétrons que ambos os átomos de oxigênio se mantém unidos e estáveis. A ligação covalente geralmente ocorre entre átomos de eletronegatividade similares e altas (nestes é muito difícil remover elétrons porque isso demandaria muita energia). É por isso que a ligação covalente ocorre entre os não-metais, podendo acontecer, ainda, entre um não-metal e o hidrogênio e entre hidrogênio e hidrogênio.

Você deve saber que o hidrogênio só tem 1 elétron e que, portanto, não pode doar esse seu único elétron e ficar sem nada. É mais ou menos como ter apenas um rim, você não pode doar ele pra ninguém, a menos que queria abrir mão da sua vida. Imaginou a situação? Bom, então você já sabe como o hidrogênio se sente... Agora, você acha que será fácil tirar um elétron do átomo de hidrogênio? Mas nem se estivesse valendo o Prêmio Nobel do Altruísmo! Por outro lado, você deve saber que a água que você bebe e que corresponde a cerca de 75% dos constituintes do seu corpo (o cérebro é constituído de 85% de água, logo, vestibular sem água não dá, cara!) é formada por dois átomos de hidrogênio mais um átomo de oxigênio (H2O). Logo, se o oxigênio precisa ganhar dois elétrons e se os átomos de hidrogênio não vão ceder esses elétrons nem sob tortura, o jeito então é: compartilhar! Sim, os átomos da molécula de água são atraídos por meio da ligação covalente. 

A ligação covalente pode ser demonstrada por meio da representação eletrônica de Lewis ou pela representação estrutural. Exemplos:

Representação de Lewis (eletrônica)



Representação estrutural





• Tipos de ligação covalente entre dois átomos:

Como você já deve ter notado nos exemplos dados acima, os átomos podem estar ligados por meio de uma, duas ou três ligações covalentes (o carbono pode fazer até quatro ligações covalentes, mas, com o mesmo átomo, somente três). De acordo com o número dessas ligações entre os átomos, dizemos que a ligação covalente é simples (1 ligação), dupla (2 ligações) ou tripla (3 ligações).


• Polaridade na ligação covalente:
Molécula apolar: quando a ligação covalente ocorre entre dois átomos iguais (O2, H2, N2, etc.), dizemos que ela é apolar, pois esses átomos terão a mesma eletronegatividade e as pequenas diferenças de carga, que ocorrem porque os elétrons se movimentam mais em uma zona espacial do que na outra, anulam-se, fazendo com que a ligação entre os átomos seja simétrica. A animação abaixo demonstra como isso ocorre:


Molécula polar: quando a ligação covalente ocorre entre átomos diferentes, haverá entre eles uma diferença de eletronegatividade. O átomo mais eletronegativo atrairá mais fortemente para si o elétron compartilhado, gerando uma diferença de carga que deixará a ligação entre os átomos assimétrica, ou seja, com uma polaridade.



Há, ainda, um tipo especial de ligação covalente: a ligação covalente dativa, mas ela só será vista no próximo tópico. Continue nos acompanhando!!!


Fonte: http://cost.georgiasouthern.edu/chemistry/general/molecule/polar.htm

27 comentários:

Anônimo disse...

Maravilhoso !

Anônimo disse...

noooooooo agora sim o meu trabalho ta perfeito (^_^)

Anônimo disse...

Muito bom entendi muito claramente!!!

Anônimo disse...

O termo dativa não se usa mais. Está errado!!!!
Se o compartilhamento é feito, não precisa especificar em dativa, etc... É somente ligação covalente.
Atualize-se!

Anônimo disse...

sou estudante de engenharia química e este site explica clara e objetivamente os conteúdos de colégio que sempre precisamos! parabéns!

Anônimo disse...

Gostei do conteúdo apresentado, pois ele é claro e objetivo e isso facilitou meu entendimento:)

anne disse...

o meu trabalho ta um maximo que 10 *-*

anne disse...

que 100 o meu trabalho ta super ;......;)

Anônimo disse...

Esse site é bom,mais faltam algumas informações.E esses desenhos não dá pra entende nada.

Anônimo disse...

muiito bom

Anônimo disse...

boa talisson ! noob

Anônimo disse...

Este site e ótimo pois explica as matérias com clareza e do jeito que nos entendemos

Anônimo disse...

se tu nao gostou, nao lê!

Anônimo disse...

bacana continui assim

Anônimo disse...

gostei das respostas, vai me ajudar muito na prova de amanhã!!!

Anônimo disse...

não entendi completamente nadaaa ...

Anônimo disse...

muito bom...

Anônimo disse...

gostei bastante, deu pra aprender legal!

ComportamentosToC disse...

ameei, percebi tudo, até pareceu que a minha professora ensinoou tudo da maneira mais complicada só pra dificultar

Anônimo disse...

quem nao entedeu, deve continuar estudando...

Anônimo disse...

Excelentes analogias ! texto claro e objetivo. Adorei !

Anônimo disse...

Ótimo , agora compreendi com ocorre a polaridade das moléculas.

nath disse...

gostei!

Anônimo disse...

Quais são as classes de átomos que fazem esse tipo de ligação??
ps: lala

Anônimo disse...

esse site prporcionou amplas noções a respeito da química e as ligações entre átomos. Estudei um dia antes da Fuvest pelo site e passei em 70 lugar! Muito obrigado aos responsáveis e agora vou jogar FIFA 12!!!! Abraço aos retificadores.
Atentamente: Sr anônimo.

Anônimo disse...

ótimo!!

Anônimo disse...

Gostei muito, fácil de entender.

Postar um comentário