Pesquisar este blog

Ciclo Celular

O ciclo celular compreende todas as etapas de vida de uma célula. De modo geral, a célula pode estar em dois períodos: divisão para formar outras células (por mitose ou meiose) ou em intérfase, que o próprio nome diz: “inter”- entre e “fase”- período, no caso entre períodos de divisão celular. Como esses períodos são repetitivos e cíclicos, chamamos de ciclo celular.

Nesta aula iremos explicar um pouco mais sobre o que ocorre na intérfase, que é o período ativo das nossas células e normalmente também o mais duradouro. Para entendermos melhor, a intérfase é subdividida em fases G1, S e G2.

A fase G1 é a fase seguinte à divisão celular (mitose ou meiose). Nesta fase a célula cresce e se desenvolve, sintetiza RNA e proteínas, além de poder formar novas organelas citoplasmáticas. É neste período que a célula exerce todas as suas funções, como por exemplo a contração, nas células musculares ou a neurotransmissão entre neurônios. Algumas células se dividem poucas vezes e ficam estacionadas na fase G1 até o final de sua vida, neste caso dizemos que esta célula encontra-se na fase G0, para definir que ela não passará por mais divisões.

A fase S é a fase de síntese de DNA, ou seja, da duplicação dos cromossomos. Essa fase só ocorre para células que entrarão em divisão celular. Caso contrário, a célula continuará na fase anterior.

A fase G2 é uma fase curta entre a duplicação do DNA e a própria divisão celular, onde ocorre a síntese de moléculas que serão necessárias para a divisão da célula, como, por exemplo, os centríolos.

Essas fases são muito bem reguladas dentro da célula. Existe um ponto de controle na fase G1, que só deixa a célula progredir no ciclo se conter os nutrientes e tamanho necessário e outro ponto de controle é na fase G2, que controla se a suplicação do DNA ocorreu corretamente. Caso contrário, a célula volta para a fase S para a correção. Há outro ponto de controle ao final da mitose que checa que se as células filhas foram formadas corretamente, para então permitir a divisão entre as duas células-filhas, a citocinese.

É na intérfase que podemos observar o chamado núcleo interfásico, que nada mais é o núcleo celular como caracterizado didaticamente, com carioteca, nucléolo e cromativa. Para mais informações acesse a aula sobre núcleo.

Uma informação importante que devemos guardar é que nossas células germinativas sofrem mitose apenas uma única vez para formar os espermatozóides ou os óvulos, então seu ciclo celular será G1-S-G2-meiose-G0. Já nossas células somáticas podem sofrer mitose inúmeras vezes, dependendo apenas do tipo celular e de suas características.

Vamos treinar um pouquinho nosso espanhol? Há um vídeo bem explicativo sobre ciclo celular em espanhol, mas super fácil de entender. Não esqueça que ADN=DNA.


Para completar a compreensão dessa aula, não deixe de ler também os tópicos de mitose e meiose. Bons estudos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário