Pesquisar este blog

Classificação dos Seres Vivos


Por muito tempo, os seres vivos eram classificados apenas como animais ou vegetais, sendo que os animais eram aqueles que andavam e eram heterótrofos, ou consumidores e os vegetais os que eram imóveis e autótrofos, ou produtores (veja Cadeia Alimentar). Mas, com a invenção dos primeiros microscópios, foram descobertos vários microrganismos que não se encaixavam na classificação existente, como, por exemplo, algas autotróficas que se movem, ou fungos imóveis, mas heterotróficos e a classificação dos seres vivos teve que ser revisada e mudada. 

A classificação mais aceita hoje em dia divide os seres vivos em cinco reinos:

• Reino Monera: inclui os procariotos, como bactérias e cianobactérias; 
• Reino Protista: inclui eucariotos autotróficos ou heterotróficos, uni ou pluricelulares, mas sem tecidos verdadeiramente organizados. È o caso de protozoários e algas; 
• Reino Fungi: inclui eucariotos heterotróficos, uni ou pluricelulares, sem tecidos organizados. Vivem da decomposição de matéria orgânica morta, como por exemplo os fungos orelha-de-apu, cogumelo, mofos, bolores e leveduras; 
• Reino Plantae; são as plantas, que são eucarióticas, autotróficas pluricelulares e com tecido organizado. Exemplos são samambaias, pinheiros e todas as plantas com flores; 
• Reino Animalia ou Metazoa: Inclui eucariotos heterotróficos, pluricelulares, com tecido organizado, como por exemplo esponjas, minhocas, mosquitos até seres humanos.




Além dessa classificação, hoje em dia a comunidade científica discute a respeito de outras classificações, que representariam melhor as semelhanças e as diferenças entre os seres vivos. Umas das possíveis classificações que hoje já é bem aceita é a divisão em 3 reinos: Bacteria, Archea e Eucarya, sendo que o reino Bacteria engloba bactérias procariontes, o reino Archea inclui arqueobactérias, que são organismos muito diferenciados dos demais, e o reino Eucarya todos os eucariotos. 



Essas novas classificações surgiram para refletir melhor a classificação natural dos organismos, ou seja, o parentesco real entre eles e sua origem evolutiva. 

Veja também como classificar os seres vivos em Nomenclatura dos Seres Vivos. Bons estudos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário