Pesquisar este blog

Ecossistemas



O ecossistema é formado pela comunidade e por elementos físicos e químicos do meio que ela interage (para mais conceitos, veja ecologia).


Um ecossistema é dito complexo quando apresenta uma grande diversidade, tanto de seres vivos quanto de componentes abióticos. Quanto mais complexo for, maior sua estabilidade e longevidade.

Quando falamos de fatores bióticos estamos nos referindo aos seres vivos presentes naquele ecossistema, usualmente classificados como produtores, consumidores ou decompositores (veja cadeia alimentar), dependendo do papel que desempenham naquela comunidade. 

Os fatores abióticos são os físico-químicos presentes em determinada área e que influenciam na dinâmica dos seres vivos, como luz, calor, pressão atmosférica, umidade, salinidade (se estivermos nos referindo a um ecossistema aquático), tipo de solo, clima, disponibilidade de água, etc. 

Em um ecossistema, fatores bióticos e abióticos necessariamente interagem e modificam um ao outro. Quer um exemplo? A falta de água no ambiente pode modificar a maneira de uma planta realizar sua fotossíntese, e essa pode liberar menos oxigênio para a atmosfera, influenciando por sua vez o meio abiótico. 

O ambiente também influencia em nossa vida, no ecossistema que estamos inseridos, como bem lembrado na tirinha abaixo, que mostra que poluir o nosso ecossistema é prejudicial a nós mesmos. 


É muito difícil colocar barreiras onde começa um ecossistema e termina outro. Muitas vezes os pesquisadores delimitam uma área virtual e estudam as interações dentro delas, extrapolando os resultados para áreas maiores. Além desses ecossistemas naturais, também existem os artificiais, por exemplo, quando montamos um aquário em casa, que tem componentes bióticos, os peixes e as algas, e os abióticos, a água, as pedras e o oxigênio.


Nenhum comentário:

Postar um comentário