Pesquisar este blog

Fermentação

A fermentação é uma reação química anaeróbica (ocorre na ausência de oxigênio) que permite a liberação parcial de energia presente na glicose. 
A reação geral da fermentação alcoólica é a seguinte:


De onde vem a glicose? A glicose é produzida por alguns seres vivos, que são capazes de fazer fotossíntese. Esses são chamados de autótrofos, ou seja, que conseguem se auto-alimentar. Todos os demais seres são chamados de heterótrofos, ou seja, que consomem a glicose contida em alimentos extraídos de outros organismos. 

O processo de fermentação tem a vantagem de ocorrer mesmo na ausência de oxigênio, mas tem como principal desvantagem a menor eficiência de produção de energia comparado com a respiração celular, justamente pela formação de produtos, como o álcool etílico, que ainda armazenam energia nas ligações químicas entre seus átomos. 

As reações de fermentação são semelhantes a fase de glicólise da respiração celular, e, portanto, o rendimento em ATP é bem menor. Existem dois tipos principais de fermentação: alcoólica e láctica. A alcoólica, demonstrada na reação acima, é realizada normalmente por fungos e é utilizada comercialmente para a produção de cerveja, vinho e pão. A láctica tem como produto o ácido lático (em vez do álcool etílico) é realizada por organismos que transformam o leite em coalhada. É utilizada comercialmente para a produção, por exemplo, de iogurtes.

Nós também fazemos a fermentação lática quando o oxigênio não está presente. Ocorre principalmente nos músculos de atletas que já esgotaram todo o suprimento de oxigênio disponível para a respiração celular, mas que ainda precisam de energia para o esporte.




Nenhum comentário:

Postar um comentário