Pesquisar este blog

Sistema Nervoso


O sistema nervoso é o mais intrigante e mais complexo sistema do nosso organismo. Ele é responsável por comandar todos os outros sistemas e órgãos e seu funcionamento é indispensável para a vida.

O sistema nervoso é subdividido em sistema nervoso central e sistema nervoso periférico, e em ambos os neurônios são as células fundamentais.

O neurônio nada mais é do que um fio condutor de eletricidade. Ele é formado por um corpo celular de onde saem dendritos e um axônio. Os dendritos são responsáveis pela captação de informações na forma de sinal químico, que estimulam o corpo celular. Esse sinal químico gera um sinal elétrico em resposta, que é passado através do axônio, que, por sua vez, libera um sinal químico para outras células. O local onde o axônio de uma célula passa a informação para o dendrito de outra é chamada de fenda sináptica, e o processo, de sinapse. Como qualquer fio elétrico, o axônio é encapado, para impedir o curto-circuito entre diferentes axônios. A substância que encapa o neurônio é a mielina, um tipo de lipídeo, formando a chamada bainha de mielina. 




                O tal sinal químico mencionado é dado pelos neurotransmissores. Os neurotransmissores são
mediadores químicos que servem como mensageiros para os neurônios, podendo excitá-los ou inibi-los, gerando, por exemplo, mudança no nosso humor, aprendizado, excitação, prazer e até mesmo dor.

Ao lado está a demonstração de uma sinapse, onde o terminal de um axônio está liberando neurotransmissores, em vermelho, que atuaram na célula seguinte. 

O sistema nervoso central engloba o encéfalo e a medula espinhal, e é onde se encontram os corpos celulares da maioria dos neurônios, bem como outras células que servem para a nutrição e sustentação. 




O sistema nervoso periférico é formado pelos nervos cranianos e nervos raquidianos, que saem do encéfalo e da medula, respectivamente. São divididos em nervos sensoriais, que recém informações do ambiente (tanto externo como de dentro do corpo) e os nervos motores, que promovem a resposta de músculos e glândulas, exercendo a resposta final.

Há também a subdivisão entre sistema nervoso periférico voluntário, que nós somos capazes de controlar, como movimento dos olhos, e sistema nervoso periférico autônomo, o qual não temos nenhum controle, como o batimento cardíaco. Esse sistema autônomo é subdividido ainda em simpático e parasimpático, sendo que um tem ação oposta ao outro, sendo acionados em diferentes situações do nosso cotidiano, como representado na figura abaixo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário